CPI ouve na quinta empresário que autou informalmente na Saúde

citado-em-depoimentos-sobre-propina,-coronel-blanco-depoe-a-cpi-nesta-quarta
Citado em depoimentos sobre propina, coronel Blanco depõe à CPI nesta quarta
agosto 3, 2021
recife-lanca-um-desafio-publico-para-universitarios-sugerirem-solucoes-aos-problemas-da-cidade
Recife lança um desafio público para universitários sugerirem soluções aos problemas da cidade
agosto 3, 2021
cpi-ouve-na-quinta-empresario-que-autou-informalmente-na-saude

A CPI da Pandemia marcou para quinta-feira (5), às 9h, o depoimento de Airton Antonio Soligo. O empresário, conhecido como Airton Cascavel, teria atuado informalmente durante meses no Ministério da Saúde, sem ter qualquer vínculo com o setor público.

Segundo a CPI, Cascavel é amigo do Pazuello e participou de agendas públicas e reuniões com o ex-ministro. Quando descobriram a informalidade, Pazuello o nomeou assessor especial, cargo ocupado de junho de 2020 a março de 2021.

Autor do requerimento, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), aponta que gestores estaduais e municipais consideravam que Antonio Soligo era o “ministro de fato” da pasta, e quem resolvia muitas das questões burocráticas e logísticas do Ministério. 

“Durante a gestão Pazuello, da qual o senhor Airton Antonio Soligo teve papel preponderante, o Brasil presenciou o colapso dos sistemas de saúde pelo país”, aponta Randolfe.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *