1 milhão em Pernambuco vulneráveis

Mãe de bebê morto dava leite para cortar efeito do veneno
maio 23, 2024
Pernambuco: primeiros casos de Febre Oropouche
maio 23, 2024

Um estudo recente divulgado pelo governo federal revelou que cerca de um milhão de pessoas em Pernambuco residem em áreas vulneráveis às mudanças climáticas, o que equivale a 11,6% da população do estado. Essa porcentagem coloca Pernambuco em terceiro lugar entre os estados com maior proporção de habitantes em áreas de risco, atrás apenas da Bahia (17,3%) e do Espírito Santo (13,8%).

O levantamento identificou que 106 municípios pernambucanos estão vulneráveis, sendo que 53 deles estão em uma situação considerada crítica. Esses dados são parte de um estudo mais amplo que abrangeu todo o Brasil, indicando que 1.942 municípios brasileiros são mais suscetíveis a deslizamentos, enxurradas e inundações.

Essas cidades devem ser prioritárias em ações preventivas do governo federal para gestão de risco e desastres naturais. No estado, o Recife é a cidade com maior número de habitantes vivendo em áreas de risco, seguido por Jaboatão dos Guararapes, onde 29,2% dos moradores estão nessa situação.

O estudo foi coordenado pela Secretaria Especial de Articulação e Monitoramento, vinculada ao Ministério da Casa Civil, e visa mapear os pontos de risco para definir soluções e priorizar obras de infraestrutura. No entanto, a realidade mostra que ações concretas e rápidas são necessárias, especialmente em comunidades como o Morro da Macaca, na Vila dos Milagres, onde a vida dos moradores é marcada pela incerteza e falta de segurança.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *