Silvio ressalta início em Base Aérea Canoas

Deputado lidera audiência Reforma Tributária, terça
maio 28, 2024
Fibromialgia: Audiência na Alepe hoje
maio 28, 2024

Aeródromo Militar de Canoas Inaugura Voos Comerciais em Resposta às Emergências Climáticas

No desdobramento dos esforços para enfrentar as consequências das recentes inundações que assolaram o Rio Grande do Sul, o Aeródromo Militar de Canoas assume um papel central como ponto de acesso aéreo vital para a região. Com a interrupção das operações no Aeroporto Internacional Salgado Filho, devido aos danos causados pelas enchentes, a base militar, localizada a aproximadamente 60 quilômetros de Porto Alegre, inaugurou uma nova fase nesta segunda-feira (27), com a chegada do primeiro voo comercial, marcando o início de uma operação que visa atender às necessidades urgentes dos passageiros.

Selecionada como uma das nove alternativas para receber parte dos voos anteriormente direcionados ao Salgado Filho, a Base Aérea de Canoas agora se torna um ponto crucial de entrada e saída para os viajantes que dependem das conexões aéreas. Sob a direção do Ministério de Portos e Aeroportos (MPor), está prevista a operação de até 35 voos semanais, o equivalente a uma média de cinco voos diários, provenientes dos aeroportos de Congonhas e Guarulhos, em São Paulo.

Para muitos passageiros, esses voos representam mais do que uma simples jornada. São laços emocionais que se reconstroem, são reencontros adiados pela tragédia climática. Silva Coimbra, prestes a embarcar para Canoas, compartilha a emoção de poder finalmente retornar ao seu estado natal. “É muito importante essa viabilidade pelo aeroporto de Canoas porque muitas pessoas não tinham como ir. A gente agradece os esforços de todos por ter viabilizado essa conexão com nossos parentes lá do Sul, que neste momento estão precisando tanto da gente”, expressa.

A colaboração entre o Governo Federal, as companhias aéreas e os agentes do setor aeroviário possibilitou a adaptação da Base Aérea de Canoas para receber voos comerciais durante este período de crise. Sob a administração temporária da Fraport, concessionária do Salgado Filho, o aeródromo militar agora se converte em um elo vital para restabelecer as atividades econômicas na região sul, impulsionando a recuperação dos municípios afetados.

No entanto, a transição para operações comerciais não é isenta de desafios logísticos. Para viabilizar o embarque e desembarque de passageiros, a Fraport estabeleceu um terminal remoto no ParkShopping Canoas. Os passageiros devem se apresentar três horas antes do voo para os procedimentos de segurança, com o embarque encerrando-se 1h30 antes da operação. A chegada à Base Aérea é exclusivamente por ônibus identificados, partindo do terminal no ParkShopping.

Essa nova fase representa não apenas uma resposta imediata às emergências climáticas, mas também uma demonstração de resiliência e cooperação diante dos desafios enfrentados pelo Rio Grande do Sul. O Aeródromo Militar de Canoas, agora como um hub aéreo emergencial, desempenha um papel fundamental na reconstrução da normalidade e na restauração da conectividade regional.

Fotos: Divulgação

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *